sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Encontro Municipal das Redes Temáticas:

Tecendo redes contra a violência sob as perspectivas dos ciclos de vida e das vulnerabilidades


O Encontro a ser  realizado dia 04 de outubro de 2017 pela Secretaria Municipal de Saúde,  tem  objetivo proporcionar um diálogo entre os setores que lidam com a questão da violência em todos os ciclos de vida.

Com a finalidade  de oferecer subsídios aos profissionais de saúde e de outros setores foram organizados alguns informativos e documentos  acerca do assunto discutido.

Há arquivos referentes à Vigilância Epidemiológica, Manual de Enfrentamento da Violência contra Pessoa Idosa e alguns endereços de serviços da rede de saúde e intersetorial para crianças, adolescentes, idosos, pessoas com deficiência e saúde mental.


O trabalho intersetorial integra uma série de fatores que contribuem para a efetivação de melhores resultados, ou seja, a disponibilidade de informações, as ações compartilhadas e a troca de experiências.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

III ENCONTRO DA REDE DE CUIDADOS À PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Capacitação “saúde na educação: aprimorando a inclusão.”

A promoção da Qualidade de Vida às pessoas com deficiências deve ser compreendida como responsabilidade social compartilhada, visando assegurar a igualdade de oportunidades, a construção de ambientes acessíveis e a ampla inclusão sociocultural. Desta forma, a parceria entre saúde e educação é extremamente relevante. Portanto, dando continuidade à rede de apoio contribuiremos com a formação continuada de profissionais que atuam na Educação Especial, ministrando oficinas na formação que a Coordenação de Ensino da Educação Especial/Assessoria Pedagógica está oferecendo neste ano de 2017.

Tema: “Saúde na educação: aprimorando a inclusão.”
Público Alvo: Cuidadores/educadores de apoio da rede de ensino municipal.
Datas: 07/10/2017 e 11/11/2017
Local: CEMEPE
Metodologia:
-Os participantes estarão divididos em 4 turmas (A,B,C e D), com a programação prevista para dois dias, alternando os profissionais que farão a Capacitação;
-Os profissionais de saúde do CER, nestes dois dias, farão a Capacitação conforme programação a seguir, no Curso de Formação Continuada Cuidadores/Educadores de Apoio: Seu Saber e Fazer na Educação Especial/Inclusiva.

PROGRAMAÇÃO
DATAS
HORARIOS
TURMAS
TEMAS
PROFISSIONAIS
07/10/2017
7:30 ás 9:30
A
NOÇÕES BÁSICAS EM ALIMENTAÇÃO
FONOAUDIÓLOGO
NUTRICIONISTA
9:45 às 11:45
B
7:30 ás 9:30
B
NOÇÕES BÁSICAS MOBILIDADE E MOTRICIDADE/POSTURAS
FISIOTERAPEUTA
TERAPEUTA OCUPACIONAL
9:45 às 11:45
A
7:30 ás 9:30
D
NOÇÕES BÁSICAS EM HIGIENE PESSOAL
ENFERMAGEM
9:45 às 11:45
C
7:30 ás 9:30
C
INTERLOCUÇÃO CUIDADOR/EDUCADOR/
PROFESSOR DE APOIO
SERVIÇO SOCIAL
PSICÓLOGO
9:45 às 11:45
D

11/11/17
7:30 ás 9:30
D
NOÇÕES BÁSICAS EM ALIMENTAÇÃO
FONOAUDIÓLOGO
NUTRICIONISTA
9:45 às 11:45
C
7:30 ás 9:30
C
NOÇÕES BÁSICAS MOBILIDADE E MOTRICIDADE/POSTURAS
FISIOTERAPEUTA
TERAPEUTA OCUPACIONAL
9:45 às 11:45
D
7:30 ás 9:30
A
NOÇÕES BÁSICAS EM HIGIENE PESSOAL
ENFERMAGEM
9:45 às 11:45
B
7:30 ás 9:30
B
INTERLOCUÇÃO CUIDADOR/EDUCADOR/
PROFESSOR DE APOIO
SERVIÇO SOCIAL
PSICÓLOGO
9:45 às 11:45
A


Encontro Municipal das Redes Temáticas

Tecendo redes contra a violência sob as perspectivas dos ciclos de vida e das vulnerabilidades



De acordo com o Ministério de Saúde, as violências são eventos considerados intencionais e compreendem a agressão, o homicídio, a violência sexual, a negligência/abandono, a violência psicológica, a lesão autoprovocada, entre outras, sendo  eventos passíveis de prevenção.
 A notificação da ocorrência ou suspeita da violência é obrigatória aos profissionais, instrumento fundamental para a vigilância epidemiológica e a definição de políticas públicas de prevenção e intervenção.
É importante que o profissional acompanhe o trabalho intersetorial, construindo uma parceria que permita compartilhar a decisão tomada para o melhor encaminhamento dos casos atendidos.

Objetivos:
- Sensibilizar e conscientizar profissionais de saúde e profissionais da rede intersetorial quanto aos tipos de violência em todos os ciclos de vida.
- Oferecer informações sobre a notificação da violência para maior consistência dos  dados do sistema de informação e planejamento de ações.
- Fortalecimento da rede de atenção às vítimas da violência através da integração de  ações intersetoriais e compartilhamento dos casos atendidos.

 Data: 04 de outubro de 2017 (quarta feira)
Local: Anfiteatro Cícero Diniz (Centro Administrativo)
Horário: 7h30 às 12h
Palestrantes:
- Coordenadora Vigilância Epidemiológica – Secretaria Municipal de Saúde
- Assessora Técnica Ministério da Saúde
- Representantes da Secretaria de Des. Social, Trabalho e Habitação.
- Representantes da Universidade Federal de Uberlândia e outros.
Público alvo:
- Assistentes Sociais NASF, UBS, UAI (RT), CAPS, CER, Melhor em Casa, entre outros.
- Psicólogos ,  outros profissionais do NASF e de outros equipamentos da SMS.
- Assistentes Sociais, Psicólogos, Enfermeiros e Médicos do HC UFU.
- Assistentes Sociais, Psicólogos, Enfermeiros e Médicos do Hospital Municipal.
- Assistentes Sociais e Psicólogos da SEDESTH - CRAS e CREAS.

-- Coordenadores de Setores da Atenção Primária.

-- Representantes dos Conselhos Municipais.
- Representantes do Ministério Público.

- Representantes da SRS

- Demais interessados.


Evento promovido pelas Redes Temáticas da SMS:
Rede de Atenção à Saúde Criança e Adolescente
Rede de Atenção à Saúde da Mulher;
Rede de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa
Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência
Rede de Atenção Psicossocial

Observação: Inscrição no local.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Lançamento da 4ª edição da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa

A coordenação da Atenção Primaria e Rede de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa – RASPI promovem:
 Lançamento da 4ª edição da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa com a presença da representante do Ministério da Saúde. 


A Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa – CSPI integra um conjunto de estratégias que tem por objetivo qualificar a atenção ofertada as pessoas idosas no Sistema Único de Saúde.
É um instrumento proposto para colaborar no bom manejo da saúde da pessoa idosa, sendo utilizando tanto pelas equipes de saúde, quanto pelos idosos, por seus familiares e cuidadores.
A CSPI deve ser construída a partir das informações da pessoa idosa, familiares e/ou cuidadores, para compor o Plano de Cuidado, a ser construído em conjunto com os profissionais de saúde.
Objetivo: Sensibilizar os profissionais para a continuidade do uso, para a importância do acompanhamento longitudinal e para dar orientações quanto ao preenchimento.
 Data: 04 de outubro de 2017 (quarta feira)
Local: Anfiteatro Cícero Diniz ( Centro Administrativo)
Horário: 14h às 16h
Palestrante: Helena Cerveira Lopes – Assessora Técnica da Área Técnica de Saúde da Pessoa Idosa.
Público alvo: Coordenadores de setores e de unidades de saúde, profissionais de saúde, conselheiros e demais interessados.

Esse evento integra a comemoração do Dia Internacional do Idoso instituído pela Organização das Nações Unidas - ONU para, dentre outros objetivos, homenagear as pessoas idosas, aumentar a consciência para as questões do envelhecimento e  conscientizar sobre a importância das mudanças de atitudes para com os idosos .

Observação:  A coordenadora da Unidade deverá encaminhar um representante de cada equipe.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

CURSO DE AURICULOTERAPIA


O Núcleo de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde, em parceria como o IPGU – Instituto de Pós-Graduação promovem:
 I FORMAÇÃO EM AURICULOTERAPIA PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE DA ATENÇÃO BÁSICA

A Auriculoterapia é uma terapia que consiste na estimulação com agulhas, sementes de mostarda, objetos metálicos ou magnéticos em pontos específicos da orelha para aliviar dores ou tratar diversos problemas físicos ou psicológicos, como ansiedade, enxaqueca, obesidade ou contraturas, por exemplo. Além disso, a auriculoterapia ajuda a diagnosticar e a prevenir algumas doenças através da observação dos pontos específicos da orelha que se encontram alterados

OBJETIVO: Capacitar profissionais de nível superior da Atenção Básica em auriculoterapia, por meio de ensino semipresencial.

ESTRUTURA DO CURSO: o curso está estruturado em duas etapas com um total de 42h.
1ª ETAPA:  Presencial – composta por 3 módulos de 8h cada, totalizando 24h.
2º ETAPA: EAD – Através do Portal Unisaúde – 18 horas.
NÚMERO DE VAGAS: 74 – uma vaga por Equipe de Saúde da Família de Uberlândia. Poderá realizar o curso qualquer profissional de saúde de nível superior (médico, enfermeiro, assistente social, psicólogo, dentista, farmacêutico, terapeuta ocupacional, educador físico, nutricionista, fisioterapeuta, fonoaudiólogo), que esteja atuando na atenção básica e tenha interesse em realizar atendimento em auriculoterapia.

PROGRAMAÇÃO
MÓDULO I: Divulgação sobre as PICS e Plantas Medicinais - Todos os 74 alunos
DIA 28/09 - quinta-feira 8h às 12h e 13h30 às 17h30min
LOCAL: IPGU – Av. Rio Branco, 49
MÓDULOS II e III
Turma 1 – 37 alunos - Dias 3 e 4 de outubro- Terça e quarta-feira. 8h às 12h e 13h30 às 17h30min - IPGU – Av. Rio Branco, 49
Turma 2 – 37 alunos - Dias 10 e 11 de outubro – Terça e quarta-feira - 8h às 12h e 13h30 às 17h30min. IPGU – Av. Rio Branco, 49
ETAPA EAD – Ensino à Distância
A partir do dia 29/09 será disponibilizado para todos os participantes do Curso através do portal Unisaúde.
Ministrante: Dr Jean Luís de Souza – Fisioterapeuta Acupunturista, Mestre em Magistério Superior, Especialista em Didática do Ensino Superior, Diretor do IPGU Centro Educacional em Saúde e Presidente da Sociedade Brasileira de Acupuntura.


Clique aqui para ir ao formulário de inscrição

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Treino Cognitivo em Idosos

Estratégia para melhorar a memória e outras funções mentais.
Um grupo de idosos usuários das unidades de saúde do bairro Morumbi está participando da Oficina de Estimulação Cognitiva, que acontece semanalmente na UBSF Morumbi I e II de junho a agosto de 2017.
O projeto consiste em avaliação inicial das funções mentais dos idosos e aplicação de instrumental sobre qualidade de vida em seguida participam de  um programa com 10 sessões em grupo com periodicidade semanal, cujos temas são os processos de atenção e de memória, e as funções executivas. No décimo segundo encontros, em sessão individual, serão mais uma vez avaliados com os mesmos testes utilizados no primeiro encontro.
O projeto é uma parceria com a Universidade Federal de Uberlândia através do Instituto de Psicologia sob-responsabilidade do Prof. Dr. Leonardo Gomes Bernardino e mais três integrantes com a Secretaria de Saúde através da  Rede de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa – RASPI .
Cabe destacar que durante o processo de envelhecimento ocorre uma série de alterações no cérebro, as quais causam um declínio na capacidade cognitiva dos idosos. Estes prejuízos vêm acompanhados de mudanças em sua capacidade adaptativa ao ambiente e também em sua qualidade de vida. No entanto, há evidências de que existem maneiras de equilibrar tais perdas e que colaboram na manutenção da cognição, influenciando diretamente na qualidade de vida na velhice. Uma destas estratégias é o treino cognitivo, cujo objetivo é a prevenção de possíveis prejuízos cognitivos além de melhorar a capacidade de funcionamento dessas funções. Assim, o projeto tem por objetivo avaliar o efeito de um programa de treino cognitivo em idosos sobre a qualidade de vida e as funções cognitivas.
Os participantes têm comparecido com frequência e com bastante motivação para as atividades do grupo; realizam atividades durante as oficinas e levam para casa outras tarefas.









UBSF Morumbi I e II
Rede de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa

Audiência Pública voltada à Saúde da Pessoa Idosa

 A Integralidade dos cuidados de idosos institucionalizados.
No dia 13 de julho de 2017 das 8h  às 12 e das 14h às 17h será realizada no auditório do CREA na Av. Anselmo Alves dos Santos  o evento:  Audiência Pública com o tema A Integralidade dos cuidados de idosos institucionalizados realizada pelo Ministério Público de Minas Gerais em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde através da Vigilância Sanitária e Rede de Atenção à saúde da Pessoa com objetivo  debater aspectos sanitários, estruturais, procedimentais e legais das Instituições de Longa Permanência para Idosos de Uberlândia e região.
A ideia do evento partiu da coordenação da Vigilância Sanitária com intuito de disseminar informações e orientações específicas às Instituições de Longa Permanência para Idosos – ILPI, assim a Audiência Pública contará com palestrantes das áreas de enfermagem, farmácia, nutrição e arquitetura, sendo estes profissionais e coordenadora da Vigilância Sanitária (SMS) ; referência técnica da Rede de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa (SMS); médica do Programa Melhor em Casa (SMS); psicóloga da Clínica Trilhas; além da coordenadora de Alta complexidade da Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação - SEDESTH e do presidente do Conselho Municipal do Idoso –CMI.
Na ocasião, será realizada uma abertura solene, logo após um bloco de palestras para orientações sobre a Vigilância Sanitária e à tarde outro bloco de palestras com temas de saúde e cuidados em relação ao idoso institucionalizado e aspectos relacionados à encaminhamentos e  documentos.
Será um momento de visibilidade, discussão e orientação ao trabalho das Instituições de Longa Permanência para Idosos – ILPI com a participação de Uberlândia e outros municípios da região.

O evento a ser realizado em parceria reforça a importância da intersetorialidade nas ações referentes à pessoa idosa, especificamente daquela que se encontra institucionalizada.


Vigilância Sanitária

Rede de Atenção À Saúde da Pessoa Idosa